terça-feira, 20 de novembro de 2018

Soberba morte.




É o fim, a asfixia. 
O desmanchar da bainha, o correr do fio. 
E o desprendimento, é soberba morte. 
Fólio, sim.  Folha, se quiserem, nesta cor que me define. 
Improvável. 
Rosa, escarlate, laranja,
 e o vento, que  sepulta a cor. 
Sou árvore que me dispo, 
e vocês,
 os loucos, que olham os restos de mim.

17 comentários:

chica disse...

Sou louca pois olho sempre todas as fases das árvores e suas folhas trocando cores...Adorei! beijos, chica

Cidália Ferreira disse...

É preciso morrer para voltar a nascer! Amei!

Vagueio pelos trilhos do teu interior.
Beijos e uma excelente tarde!

luisa disse...

Saber morrer como o outono não é para todos. Menos ainda, saber dizê-lo, como aqui. Beleza pura.

Gil António disse...

Boa noite:- POÉTICO mas tão verdadeiro
.
* Queria abraçar-te ... meu amor *
.
Cumprimentos poéticos.

Roselia Bezerra disse...

Boa noite!
Venho apreciar seus 'restos' e recolho um coração que sabe partilhar em poesia seus sentimentos, apelos e até resistências.
Tenha uma noite abençoada!
Abraços fraternos de paz e bem
https://espiritual-marazul.blogspot.com/2018/11/explosao-amorososa.html

David M. Gascoigne, disse...

That is a really pleasing combination of colours specially with the silver trunks of the trees in the background,

Pedro Coimbra disse...

Quando a morte é bela.
Bjs

Ildefonso Robledo disse...

Toda una belleza de imagenes de naturaleza
Saludos

Os olhares da Gracinha! disse...

Lindos olhares e belo texto!!!bj

AFlores disse...

Sem dúvida(s) alguma.
Tudo de bom.

Anónimo disse...

Muito Bom.

Ricardo Santos disse...

Gostei das fotos e das palavras!

Helena Resende disse...

Que belo olhar :)

https://checkinonline.blogspot.com/

Graça Pires disse...

Um poema maravilhoso! O outono, em toda a sua beleza não é um cenário sossegado. E felizes os que morrem e nascem quantas vezes é preciso!...
Uma boa semana.
Um beijo.

Mar Arável disse...

No Outono há folhas que se levantam do chão

manuela baptista disse...

não são restos

são o belo transfigurado

um abraço, Mz

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, por vezes é necessário morrer no pensamento para que este seja renovado.
Duas belas fotos com lindas cores em contraste.
Continuação de feliz semana,
AG