quarta-feira, 19 de abril de 2017

Oito anos de blogue


Texto e fotografia,Mz


Ainda se oferecem flores para festejar e, espero que nunca se perca esta delicada senda. Basta uma. Esta é uma rosa lilás que se partiu enquanto eu atravessava o quintal e, colocada no solitário aqui mesmo na janela da cozinha, o mesmo lugar onde estou a escrever, ganha uma espécie de sofisticação como se estivesse num hotel de 5 estrelas. A verdadeira magia da escrita e da imagem numa capacidade única de podermos contextualizar em exclusividade. Hoje já não oiço o mar nem as gaivotas como no primeiro ano e outros que se seguiram desde que este menino nasceu. Agora é a passarada inquieta, a floresta, o jardim e outros olhares, a mesma natureza, mas outros cheiros e outros tons. É o sentir de outras texturas e, sempre o mesmo afecto e a dúvida constante nas palavras que se soltam fácil em crónicas simples, por vezes gramaticalmente imperfeitas. 

Esta rosa, numa modesta intenção de festejo é como um parágrafo perfeito, e é para vocês que têm a gentileza de me visitar.




Afectos e dúvidas




Obrigada a todos os que passam por aqui. Aos primeiros, aos mais antigos, aos esporádicos, aos últimos, aos que me inspiram, aos que me referenciam. A todos. Obrigada. Eu, Afectos e Dúvidas, por cá continuarei.