sexta-feira, 28 de julho de 2017

Férias Vintage


Texto e fotografia,Mz
(P. Rocha)



As férias grandes. Uso aqui este termo; férias grandes. Fazem-me lembrar outros tempos, outros Verões, aqueles em que tudo  parecia interminável. Saco de pano cheio de sandes, a manta na areia, o nevoeiro cerrado, mas maravilhoso, o sol a escaldar sem nos darmos conta, a pele enrugada de tanta água. Os jogos de cartas e o tabuleiro de areia, com pedrinhas e conchinhas se iam ganhando jogos até o sol quase se pôr. Todos os sonhos paravam ali. A eterna juventude. E retomados os sonhos, muitos anos de verões, fugimos todos para conhecer mundo, a intelectualidade deste, a história nas praças, nos monumentos, nos museus. A confusão dos aeroportos, as malas, os chapéus de turistas e mochilas carregadas de magnetes para o frigorífico, que os há em todos os países e coleccionadores também. A praia já é outra, contudo, querendo sempre a antiga, a vintage, com muito azul, muitas riscas, com mais protecção, mais cuidados, mas sempre azul, muito azul, e o repouso que o corpo pede.

9 comentários:

Jaime Portela disse...

Tudo vai mudando...
Até as barracas de praia quase desapareceram.
MZ, um bom fim de semana.
Beijo.

Maria Rodrigues disse...

Férias de outros tempos.
Lindas fotografias.
Se for esse o caso, tenha umas excelentes férias.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Mar Arável disse...

Nada é perfeitamente inútil

Pedro Coimbra disse...

Boas férias, se é caso disso.

manuela baptista disse...

saudades dos toldos às riscas azuis e brancas :)

luisa disse...

Hum... Acho que conheço esta praia. :)

Agostinho disse...

Férias grandes!
Há muito que se foram. Agora há um frenezim que se levantou e a vida passa-se aos soluços.

Bj

Agostinho disse...

Voltei para justificar a troca do S pelo Z. É que o S pressupõe movimentos suaves, harmoniosos, e a vida é, agora, agitada por mudanças brucas de direcção, de sentido... daí o freneZim.

© Piedade Araújo Sol disse...

pois é, tudo muda ...

;)