sexta-feira, 13 de junho de 2014

Santo António em Lisboa





É de ti Lisboa porque és festa, que te escrevo.
Num olhar, um céu de pombas de asas ágeis, estonteadas, espantaram-se. Foram os sinos. É meio-dia e as noivas já casadas. É a fé. É a crença. É a festa.
Descem estreitas as ruas e as escadas, vasos de sardinheiras encarnadas. E as pombas novas, espantadas, poisam agora nos telhados, sossegadas. Das varandas, no ferro forjado, o crepe colorido, entrançados lado a lado, desgarrados, pregões ao Santo, que é lembrado. Torna-se aldeia, a cidade. Um largo em cada bairro, e a noite. No palato, a sangria e tudo se esquece. O cravo no majerico, o bailarico, a concertina de playback, o arco, o balão e tudo fica. Tudo permanece. Na brasa, a sardinha já foi prata, e depois, a alquimia, milagre que a torna dourada. Na broa, o pingo, e tudo fica até ser dia, ainda que amanhã não seja domingo. 

mz




imagem: mz
Disparos à Toa

12 comentários:

✿ chica disse...

Lindo isso tudo e hoje, lendo um blog de Portugal também, fiquei sabendo do vasinho de manjerica. Achei tri!! beijos,chica

ruma disse...



Olá.

Suas obras é abraçada na sua gentileza.
E encantos doce mensagem meu coração.

A oração de toda a paz.
Eu desejo-lhe tudo de melhor.

Tenha um bom dia. Do Japão, ruma ❀
Um abraço.

João Roque disse...

Que belo texto. Embora hoje já só me traga saudades...

Mariavaicomasoutras disse...

Lindo MZ.
É pena que não dure sempre, seria sinal que nem sequer se pensam nas amarguras do país real...sim porque os Santos populares são um país imaginário onde todos se divertem à sua medida.

Beijinho*

manuela baptista disse...

hoje já não é domingo

mas gosto do cheiro da minha cidade assim

um abraço, Mz

Lilá(s) disse...

É nesta época do ano que mais gosto de Lisboa.
Bjs

mz disse...

Chica, é "mangerico" :)

Bjs

mz disse...

Ruma, um abraço para si também.

mz disse...

João, está em Lisboa mexa-se ;)

Abç

mz disse...

Maria, os santos populares festejam-se segundo as regras populares, tudo o resto é festa à medida de cada um.
Mas como festa é festa, que se festeje a alegria de um momento.

Bjs

mz disse...

Manuela, por estas alturas, parece uma aldeia em cada canto.

Bjs

mz disse...

Lil(ás)
eu gosto de Lisboa em qualquer época do ano. Cada vez mais.

Bjs