quinta-feira, 24 de abril de 2014

Sonho mau em Abril





Talvez porque a Páscoa foi há um par de dias, acordava o cordeiro rodeado de uma quantidade exacerbada de flores. Pensou que o tinham trazido para uma festa. Mas nada disso justificava o corpo quase inerte, os olhos mortiços e o coração a bater forte. Numa inexplicável ansiedade, estrebuchou. Os movimentos amarrados deram-lhe conta que todo aquele engalanar era um embuste. Os olhos tornaram-se vivos e sentiu que representava o sacrifício. Suspensos como sombras, movimentavam-se os machados que cortavam as conquistas e os cravos e quase, quase o aço a roçar-lhe a pele. 


mz




Imagem: tela de Josefa de Óbidos
Pintora Portuguesa aqui

19 comentários:

Laura Santos disse...

Uma excelente alegoria!
Não existe festa nenhuma e só falta cortar mesmo a pele, porque sacrifício já existe em muitas famílias.
xx

mz disse...

Quarenta anos depois, estamos atados num estado vigiado e mal guiado. Não existe festa, apenas propaganda e a usurpação dos valores de Abril.

xx

Carolina Tavares disse...

Acho que o filme de Mel Gibson sobre o Cordeiro muito significativo.

Beijos

Carolina Tavares disse...

Acho que o filme de Mel Gibson sobre o Cordeiro muito significativo.

Beijos

mz disse...

Excessivamente violento.
Também o vi.

Por vezes recorre-se à visualização extrema para se poder transmitir grande dor.

Beijos

Maria Silva disse...

O cordeiro é comido e sacrificado no dia a dia.
Entre nós e por esse mundo...
E atado de pés e mãos num altar de incruentos sacrifícios.
E nada nem ninguém pode ajudar o cordeiro sem nome...
E é tão triste essa sensação de impotência!

luisa disse...

Arrepiante.

mz disse...

Maria silva,
a manipulação fantasma de uma sociedade é assustadora.

mz disse...

luisa,
um pesadelo.

Mariavaicomasoutras disse...

Cordeiros sacrificados
Há muitos...que somos nós!
Querem-nos engalanados
de flores bem rodeados
p'ra não nos sentirmos sós!

Tudo não passa de embuste
Temos que deixar de ser cordeiros
Por muito que tal nos custe
Num tempo primaveril.
Assim, seremos verdadeiros!
Num bom sonho de Abril!

mz disse...

O meu "Sonho mau em Abril" é profundamente negro :)

Eu tenho esperança!

Mariavaicomasoutras disse...

Nunca percas a esperança... pois do outro lado da escuridão do teu sonho mau está a luz dos teus bons sonhos!

Lilá(s) disse...

Ai, que arrepio!
Bjs

mz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mz disse...

Sentes o aço a roçar-te a pele, pois é.

Bjs

Rui Pascoal disse...

Cordeiros e carneiros fazem parte do rebanho... e o lobo mau também entra nesta história.

mz disse...

O lobo mau entretém-se com a pele do cordeiro.

João Roque disse...

A analogia entre a Páscoa e Abril, devida em parte a este ano a Páscoa ter sido tardia, está muito bem relacionada e faz-nos pensar em muitas coisas.

mz disse...

Era uma oportunidade única perante a situação em que vivemos e eu escolhi este "cordeiro" representando a sobrecarga de impostos.