quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Linhas Esborratadas...



A realidade do envelhecimento dos tecidos de que somos feitos assusta-nos...

Agora, tudo o que se me apresenta pequenino desfoca irritantemente. As letras... eu falo de letras propriamente ditas! As mais minúsculas. E insisto. As miudezas passam agora a ser comprometedoras e denunciadoras de uma incapacidade visual que me apanhou como uma rajada de vento. Não me choram os olhos, mas irrita... a sério! É oficial. Declaro que passei definitivamente ao grupo de charme do acessório mete e tira e tira e mete sempre que as letras se me apresentem como uma linha esborratada. Óculos para a ocasião. Não sei porque insistem tanto em o declarar como sendo o objecto mais intelectual que inventaram para o ser humano. Vaidades e ilusões que suavizam frustrações e incapacidades físicas de homens e mulheres. Não deixa de ser irónico e ridículo o medo de envelhecer saudável e naturalmente. Aceito. Aceito as duas. A insuficiência da visão e os contornos linguísticos que suavizam o aspecto exterior e até caem bem numa mulher madura e vaidosa. Aceito, mas existe o medo... Então, se eu fechar os olhos e fingir que sou cega, talvez me liberte deste medo de já não ver como antes.



Imagem: Galeria de Obras de: Robert De Niro Sr.

Com carinho
Mz

12 comentários:

Zilani Célia disse...

OI MZ!
AINDA BEM QUE A VISTA VAI AOS POUCOS DIMINUINDO SUA CAPACIDADE, DE MODO QUE VAMOS NOS ADAPTANDO A ESTA CARÊNCIA, POR ISTO NÃO PENSE MUITO, USE ÓCULOS,ELES NOS FAZEM VER BEM, E ATÉ ESTÃO BONITOS AGORA(PARA TE CONSOLAR)
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com/

Mz disse...

Zilani,
Ah!... muito subtil... até já escreve com letras maiúsculas :)))

Um abraço para si também.

BlueShell disse...

Perfeito...simplesmnte perfeito

pinguim disse...

É tão normal o processo do empobrecimento da capacidade da nossa vista, como é normal também o medo de um dia perdermos de todo a nossa visão. Se algo me assusta realmente, é isso.

Mz disse...

BlueShell,
bem vinda!

Mz disse...

Pinguim,
não deixa de ser ridículo estar a queixar-me, pois isto não passa de uma pequena falha. REflectimos e quando nos toca, sentimos que as coisas nos escapam devagarinho.É isso.
Bfs

Maria Emilia Moreira disse...

Olá MZ!
Não temos outro remédio senão aceitar estas transformações próprias da idade. Mas lá que é triste, é!!!Tive uma amiga que para se consolar dizia que estava na idade "sexy"(dp. dos 60).
Bom domingo e até sempre.
Maria Emília

Pedrasnuas disse...

Já somos duas a sentir o mesmo...o mesmo medo!!!

E efetivamente, nada é igual ao que era antes e isso assusta sim e muito!

Jinho

Mz disse...

Maria E.M.
ainda bem que existe sempre o antes e o depois de qualquer coisa sem idade específica :)

Boa semana!

Mz disse...

Pedrasnuas,
nada é igual e assusta... Por outro lado, sempre se pode dar largas à imaginação com determinados acessórios...
:)

Johnny disse...

Por isso é que eu não vou ao oftalmologista...

Mz disse...

Johnny,
ahahha...