terça-feira, 8 de novembro de 2011

A Simplicidade de um Sonho...



Um dia sonhei ser maquinista de comboios.
Passava os dias a brincar com bocadinhos pequeninos de madeira maciça de formas toscas que encontrava pelo alpendre. Depois, quando já tinha a minha pista de comboios a sério, partilhei-a com os adultos e outros meninos meus amigos. Descobri que o prazer de partilhar era tão grande quanto o simples prazer de brincar. É uma pena que se tenha de crescer... e um dia, guardei a pista de comboios no sótão. Cresci e aprendi que os sonhos dão muito trabalho. Nunca cheguei a ser maquinista de comboios...

Hoje, cruzo os céus com alegria e responsabilidade. A partilha, essa, continua a ser um bem maior no meu dia a dia mas quando um menino me diz que quer visitar o cockpit do meu avião, são segundos de magia em que eu quase volto a ser a criança que queria ser maquinista de comboios.




Imagem: Desenhos para colorir
(Pesquisa google)

Tema: "Sonhos"


Com carinho
Mz

22 comentários:

✿ chica disse...

Um encanto te ler. Linda participação! beijos,chica

Mz disse...

Chica,
sempre muito generosa!
Bjs

DocePecado disse...

muito lindo ... faz -me pensar tambem nos meus sonhos de menina... não tinha brinquedos novos , e poucos os usados que a mãe conseguia , mas também sonhava ... com muita tristeza mas sonhava .... hoje sou mulher adulta , e muito passei e ainda passo ,mas sou Muito Feliz pois fui recompensada ... por sonhar e tentar ser um bom ser humano ... maa luta é uma constante e a maior parte das vezes , frustrante ...

beijo

pinguim disse...

A alegria da partilha...

Mz disse...

DocePecado,
nos sonhos como na vida, o importante é nunca desistir...

Bjs

Mz disse...

Pinguim,
alegre partilha :)

Johnny disse...

Arrumar no sótão era uma cena que eu e o meu irmão nunca dizíamos de uma pista de carros ou comboios... usávamos até gastá-la (estragá-la)... o que normalmente durava um dia depois do natal... e a partilha era um bocado forçada, diga-se... e ele estragava sempre tudo...

Olha, este teu texto não me está a trazer recordações muito felizes das minhas pistas e do meu irmão... aquela besta :)

Brown Eyes disse...

MZ o Miguel diz que eles ganham 50/60 mil por mês, olha se o sonho tivesse virado realidade. Beijinhos

JPD disse...

Olá Mz

Há quem diga que o comboio foi a grande "malha" de todo o Sec.XIX e XX; o avião, a do Sec XX para diante.
Há também quem acrescente que, numa distância de 600 a 900 Km, o comboio ainda supera o avião: não há perdas de tempo para check-in e unload luggage.

Um comboio é indissociável de um túnel, do saudoso pouca-terra pouca-terra, da luz-ao-fim-do-túnel; à janela de um comboio, desde as composições a carvão até ao TGV, a paisagem é um travling de slow-motion para uma "câmara-rápida" cuja paleta se esgota na mancha que não cessa de correr em sentido inverso ao da composição.

O avião é indissociável da sombra que perde à medida que descola recuperando-a mais tarde, à chegada, no destino.
Entre essas duas operações mais críticas, umas vezes é soturno e monótono, outras, vertiginoso.

Tudo isso acontece e ocorre porque sempre que o Homem sonhou, o mundo pulou e avançou.

Bjs

Mz disse...

Johnny,
olha que tu és cá de um calibre!!!
Desculpa... nós sabemos que entre irmãos existem sempre essas guerrinhas, mas tu já o devias ter perdoado.
Bjhs

Mz disse...

Brown Eyes,
pois dizem que sim... o Miguel lá sabe!!!

Bjnhs

Mz disse...

JPD,
que maravilha de visão!
Agora viajei entre o "Poirot" e o "James Bond"...fantástico!

Bjs

Moisés Augusto Gonçalves disse...

os sonhos dão sabor à vida...são muitos os comboios!
Um abraço!

Mz disse...

Moisés,
muitos mesmo...
Abraço!

Lilá(s) disse...

Em criança eu era uma sonhadora, os meus sonhos pareciam não ter limites, mas agora noto que tu me ultrapassavas!
Muito lindo!
Bjs

Mz disse...

Lilá(s)
sonhos lindossssssssss!
Bjs

Maria Emilia Moreira disse...

Lá diz o poeta " o sonho comanda a vida"... se não realizamos todos, alguns com toda a certeza se vão tornando realidade.

Mz disse...

Maria E.M.
Sem dúvida!

Rafeiro Perfumado disse...

Curiosamente o sonho do meu pai era ser maquinista de comboio. Já eu ainda não sei muito bem o que quero ser, só queo o cockpit do avião não me atrai por aí além...

Mz disse...

Rafeiro Pwerfumado,
isso justifica-se porque tu és uma criança indecisa!!!

Eduardina disse...

São outras as pistas, mais perto do céu...e dos sonhos.
O meu sonho era voar...como os pássaros.
Belo texto, como sempre.

Mz disse...

Eduardina,
este sonho de pistas mais perto do céu foi um sonho de escolha consciente e que foi realizado...(pelo protagonista que deu origem ao texto) mas diz ele que a "outra pista", ainda tem aquela magia de se ser criança.

Obg