sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Em memória...


Agora...

Solto

Leve

Intocável.

Não sei onde te encontrar

neste Céu que eu conheço

Azul,

Chumbo,

Negro.

Acabaram-se os teus voos.

Agora, que te tornaste cinza, um sopro de nada,

eu queria dar-te um abraço.

Eu queria, mas não sei como.





(Imagem: pesquisa google)

Cmdt M.F.
Vítima mortal -  acidente de moto, Agosto 2011
Descansa em Paz meu amigo

Com carinho
Mz







10 comentários:

✿ chica disse...

Linda homenagem para o amigo.Triste fato! beijos,chica

AnaMar (pseudónimo) disse...

uM ABRAÇO DAQUI. sOLIDÁRIO. e UM BEIJO

Carolina Tavares disse...

Lamento pelo amigo. Lindo e sentido poema.

Beijos

pinguim disse...

Um beijinho de amizade.
Um amigo que se perde é um pouco de nós que desaparece...

Lilá(s) disse...

E saio de coração apertadinho...
Um abraço

Mz disse...

Queridos amigos,
se as palavras forem a ponte, então, eu e todos vocês, estaremos a abraçá-lo neste momento. E todas estas palavras não se agradecem, apenas se sentem.

Com carinho
Mz

JPD disse...

Olá!

Parece-me que encontraste a palavra chave:
MEMÓRIA.

Bjs

Utópico disse...

Uma homenagem muito bonita. Todos os dias vivemos junto das nossas famílias e dos nossos amigos, sem nunca suspeitar-mos que pode ser o último dia com eles, e quando isso acontece, de repente, de forma trágica ou não, é que nos apercebemos de quanto gostamos deles e de como nos fazem falta. Pareçe até que nos rasgam o peito e nos arrancam o coração.

Ainda que possa não ser muito aqui fica o meu lamento pela perda de um amigo, mas acima de tudo um voto de coragem, pois quem amamos estará sempre connosco.

FORÇA !!!

Diário de um Anjo disse...

convido-te a visitar o meu novo blog:
http://bichodcontar.blogspot.com/

Mz disse...

Memória...

Obrigada a todos.
Bjs