sábado, 18 de novembro de 2017

Os cães e uma liberdade quase primitiva.

 
Texto e fotografia,Mz





Tem dias que se passeiam como se tudo fosse deles. Tomam conta da estrada, da terra, das coisas do homem. Sem perderem a afabilidade, ainda caçam roubando galinheiros de ferrolhos frágeis ou, de cancelas velhas a donos descuidados. São os cães. Principalmente os cães. Fotografei-os de manhã cedo com este sol dourado de Novembro, e depois, ao final da tarde, com o mesmo sol, contudo, quase morto. Ocorre-me que a brutalidade de ser comido por outros bichos, é um pensamento de uma bestialidade que nos fere a sensibilidade. Aqui na aldeia, é tudo mais bruto, mais bravo e transigente. Uma liberdade primitiva com a mais-valia de se poder dormir num telheiro quente até à noite, de trazer as patas sujas para o pátio de casa, e depois, receber afagos e mimos sem a repreensão dos donos.






9 comentários:

✿ chica disse...

Realmente nos impressiona ver esses animais comendo outros...mas é assim. Fotos lindas! Abraços, chica

Beatriz disse...

Ah, como eu amo os cães, de todas as raças e todas os tamanhos! São muito amáveis e incrivelmente dedicados!!! Já tive muitos por muito tempo. Sinto tanto não tê-los agora como companhia nesses últimos anos que moro em apartamento.... coisas da vida!

Beijinhos

<º(((< Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Larissa Santos disse...

Boa noite. Fotografias e texto fantástico. Adorei

Bjos
Fim de semana feliz.
Hoje, no nosso blogue, um pequeno texto sobre gratidão.
https://brincandocomaspalavrass.blogspot.pt/

Ricardo Santos disse...

Bonitas fotos mz, destes animais que nos têm acompanhado durante centenas de anos. O Homem deveria demonstrar um pouco mais de respeito por eles !

Pedro Coimbra disse...

Ainda mais descarados são os gatos.
Veja o George Carlin acerca dos cães e dos gatos.
Está lá tudo.
Boa semana

Graça Pires disse...

Gostei muito das fotografias, mas o texto agradou-me imenso. No mundo rural tudo é mais simples e até os cães sabem disso.
Uma boa semana.
Um beijo.

A Casa Madeira disse...

É a lei; todos precisam de alimento.
Boa continuação de semana.
Abraços.

Elisabete disse...

As fotos ficaram bem.
A reflexão é pertinente.
Bjs

mz disse...

Obrigada pelo vosso carinho aqui no blogue e por entenderem a mensagem de se viver na aldeia. Obrigada também pela demonstração do vosso afecto por estes animais, que quer estejam na cidade ou no campo são sempre tão companheiros, tão amigos do homem.

Beijinhos,
mz