sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Crisântemo - destino solene

Texto e fotografia,Mz




Deste Outubro castigado, onde lhe fugiu a estação, o céu não chora a chuva que lhe pertence. E na aldeia dos arrozais, do vinho e do milho, descobri as flores. As mulheres, no meio delas, recordam-me das pragas do fim do mundo. Falando baixinho para não despertar a "Besta", vão remoendo calmamente o estado apocalíptico do tempo, enquanto, delicadamente, colhem largos molhos destas flores e eu faço o registo de uma beleza traída.

Tão belos os Crisântemos, e, que destino tão solene e tão triste, por florirem em tempo de finados, aqui em Portugal. É a flor das lágrimas.

9 comentários:

✿ chica disse...

São mesmo lindos e aqui também muito usados nas coroas fúnebres! beijos praianos,chica

Ricardo Santos disse...

Um dia destes tenho de gastar dinheiro num "macro" para fazer fotos a flores, insectos, coisas pequenas, mas extraordinariamente interessantes de retratar !
Gostei das fotos !

Mar Arável disse...

Tantos são os silêncios

Elisabete disse...

Que maravilha!
Bjs

Sandra disse...

Lindas imagens! Adorei os fucsia. Boa semana.

Pedro Coimbra disse...

Uma maravilha.
As imagens e o texto.

mz disse...

Deixo um beijinho e todos os/as que comentaram estas flores maravilhosas e sim, vale a pena investir para poder partilhar o pormenor da vida!

Obrigada,
mz

Isabel disse...

Bela colecção!

mz disse...

A colecção era extensa,Isabel.
Obrigada.