domingo, 3 de março de 2013

Manifestação


Ontem nasceram marés nas ruas.
Maré cheia, maré alta, branca, colorida.
Mar de gente descontente, sentida.
Fartos, cansados. Oh quantas amarguras!
No rufar crescente da marcha, os cravos, a bandeira e a canção aqui
Rumo ao rio, foi a barca tranquila - Manifestação

Nas ondas, a voz;
Basta
Oiçam
Demissão!
 
 
Mz
 
 
 
 
Manifestação de 2 de Março 2013 
 
*
    
 Imagem: Fotografia Lx Factory, open day

 

23 comentários:

✿ chica disse...

Triste quando chegamos ao ponto de pelas ruas ter que gritar e mostra nosso descontentamento! beijos,chica linda seman!

Lilá(s) disse...

Começo a pensar que estamos num país de surdos...será que ouviram?!
Bjs

Carolina Tavares disse...

Amo o teu país. Que dias melhores possam vir.

Beijos que compartilham.

Rui Pascoal disse...

Se ontem fui com a maré... hoje deixei-me levar pela poesia.
Bem Haja!

João Roque disse...

Lindo, Mz!
Parabéns por este magnífico post.

Mz disse...

Sim Chica, é triste e ao mesmo tempo poderoso.
Sem violência conseguir juntar o povo em massa e todos rumarem num sentido expressando o seu descontentamento para com o governo é uma luta em consciência que vale a pena.

Boa semana,
Bjs

Mz disse...

Lilás, pois também não sei.
Os recados foram dados.

Alea jacta est

Bjs

Mz disse...

Carolina Tavares, derreados sim, mas sem baixar os braços.

Ainda não perdemos a esperança de melhores dias.

Beijos desta maré.

Mz disse...

Rui Pascoal, estamos na onda :)

Mz disse...

João, foi a minha leitura poética.
Obrigada.

Laura Santos disse...

E muitas mais marés de gente surgirão,dado que os homens do leme continuam a navegar contra a corrente...

Mariavaicomasoutras disse...

MZ, estou quase de acordo contigo, mas...maldito mas, o mar e as suas marés trazem consigo muitos perigos.
Sem dúvida que muitas das correntes que desfilaram são o reflexo de más politicas. Os marinheiros que nos desgovernam não prestam já descobrimos isso, mas...maldito mas, o povo rapidamente esquece e adormece para só acordar de novo na onda de uma maré tenebrosa.
O povo sai à rua, a maré enche mas...maldito mas, quando vazar a maré vai deixar a descoberto milhentos de escolhos tóxicos que espreitam a primeira oportunidade para nos escravizar de novo.
O futuro será-o mas...maldito mas, a Utopia provávelmente nunca o será...o mundo novo, a igualdade, a dignidade, a liberdade, a fraternidade...qundo, como e onde?


Bjo*

Mary Brown disse...

O problema é que os políticos são cegos e surdos porque se não fossem já tinham alterado a maneira de agir. Esta situação é preocupante e o que mais "preocupa" é que as medidas só servirão para enterrar o país. Será que nós somos mais inteligentes ou será que o que eles pretendem é mesmo acabar com isto de uma vez? Beijinhos

manuela baptista disse...

foi a barca tranquila,

a tempestade virá


uma abraço, Mz

Mz disse...

Laura Santos, contra a corrente mesmo com o que é obvio.

Os impostos estão no máximo e por mais que que aumentem as taxas, as receitas não crescem.

Mz disse...

Manuela, a Barca foi tranquila embora se visse tempestade nos olhares e nas palavras.

Abç

Carolina Tavares disse...

A esperança muda o mundo, renova as forças, refaz vidas e trás o renovo.

Beijos cheios de esperança.

Mz disse...

O povo tem sempre essa centelha, essa particulazinha que o faz levantar do chão.

Obrigada Carolina,

xx

Mz disse...

Mary Brown, todos nós sabemos que eles são inteligentes.

Não desistirem de algumas medidas que se manifestam sem lógica, traçarem caminhos que muitas vezes não fazem sentido, vai tudo muito para além da Troika.

Levarem-nos a pensar que são burros é uma manobra de diversão, apenas isso.

Mz disse...

Mariavaicomasoutras,
A utopia será sempre a utopia, o sonho, a perfeição, o ideal.

Como nunca existirão sociedades perfeitas preocupemo-nos com as nossas imperfeições.

O povo vive o momento e se no momento existem políticas erradas, tem de agir e mostrar que está descontente e mostrar que não é acéfalo.

Não se pode baixar os braços apenas com medo do que poderá acontecer com mais do mesmo. Poderá ser uma pescadinha com o rabo na boca? Poderá ser ou talvez não.

Ficar a ver a barca a afundar é que NÃO! Peguemos nas balsas e mudemos de embarcação.

O Fulano disse...

Há lá maré melhor que essa...

O Fulano disse...

Há lá maré melhor que essa...

Mz disse...

A liberdade de expressão de um povo é de facto algo de precioso.