terça-feira, 23 de outubro de 2012

Desafio



Da minha janela observo a rua que todos os dias desço para me juntar com o resto das pessoas. Sociedade? Sim; trabalhadores, estudantes, crianças e toda uma panóplia de gente misturada com alguns animais de estimação. Amigos também. Hoje não saí de casa, porquê? Chove a cântaros e decidi ficar apenas por aqui, à minha janela. A minha janela é a minha janela; são os olhos dos meus olhos e ninguém consegue ver o que vejo e como vejo a minha rua. Será? Tem lojas com canteiros de flores tímidas, um pouco desfolhadas, encolhidas de acordo com a estação, daqui, quase dá para sentir o cheiro da bica acabada de sair, sentir os aromas do pão quente da padaria preferida. Deste lugar, fica o vosso parecer sobre o que os meus olhos vêm e oferecem todos os dias num jeito desafiador de ser diferente e criativa no que vejo e escrevo.
Mz
Um desafio feito na hora e escrito à pressa - nem um ponto a mais, nem a menos[7 Pontos finais, 3 Pontos de interrogação, 2 Pontos e vírgula, 10 Vírgulas]
imagem: Tela Amedeo Modiglian
Pesquisa google 

14 comentários:

El Matador disse...

as janelas são os portais da imaginação.

Lilá(s) disse...

Até que achei a tua janela simpática mas, deixa que te diga que a minha está virada para o jardim, todas as manhãs a abro para ver o tempo antes de sair de casa...tenho mais janela viradas para o mesmo sitio, empresto-te uma se quiseres...
Beijinhos

Mz disse...

El matador,
mesmo que não haja janela, existe sempre a imaginação.

Mz disse...

Lilás, esta janela não existe, mas fico muito contente com a tua oferta. Obrigada.

Bjnhs :)

Salvador disse...

Que seja uma Janela (In)discreta mas nunca um Portal Travesso...))

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Há palavras
escritas com letras.
Outras com perfume
de vida.
As tuas são assim.
Perfume...
Vidas...
Verdade...
Que assim continuem...


Que a sua vida seja sempre
um tributo a esperança.

João Roque disse...

Eu não tenho janelas viradas para a rua, mas tenho imensas janelas na minha imaginação.
Como adoro Modigliani...

Mariavaicomasoutras disse...

E a mim parece-me que os teus olhos observam o teu observar na minha forma de parecer que se parece com o parecer dos teus escritos...
Beijo*

manuela baptista disse...

cheiro a café e pão quente com manteiga

é o que eu vejo da tua janela
sem pontos nem vírgulas

eu quero uma janela assim

:)

um abraço, Mz

Mz disse...

Salvador, será sempre a minha janela.

Mz disse...

Aluísio, que assim seja, então.

Mz disse...

João, e não temos todos?

Mz disse...

Mariavai...
parece concerteza!

Mz disse...

Manuela, esta é uma janela gulosa :)

Abraço