quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

No Final...


Apocalipse, finais dos tempos, do meu tempo... se tiver tempo para reflectir.

Sei que nem todos os que se ajoelham, pedem perdão e, tão pouco pedem perdão antes de vir alguém que os enterrem. Terei sempre dúvidas no final.
Deus e Universo.
Perdão e castigo.
Dizem que, se for Deus, o castigo não será assim tão duro, Ele sabe perdoar. Do Universo, não preciso que me falem, tenho-o como implacável e impiedoso. Não perdoa. Cobrar-nos-á sem clemência, molécula a molécula, átomo a átomo, até ao pó. Antes do fim, ajoelhar-me-ei e mostrarei a minha nuca, olhando um qualquer soalho escuro ou um pedaço de terra que me irá engolir? Ou erguer-me-ei liberta abraçando o nada onde cabe todo o meu eu?



Imagem: pintura de Giacomo Balla


Original, escrito e publicado...
Mz

18 comentários:

Mariavaicomasoutras disse...

Tás bem minha amiga MarZita?
Estou contigo...
Bjo*

Mz disse...

Mariavaicomasoutras,
isto é apenas uma reflexão... eu estou óptima ;)

Vou acrescentar ao texto que estou bem :))
Obrigada pela preocupação!
Bjo

Fernando Gonçalves disse...

Olá, parabéns pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)

Mz disse...

Fernando G.
irei com tempo, obrigada.

El Matador disse...

Olha que eu acho, pelo menos a avaliar pelas atrocidades do antigo testamento, que se for deus é que estás mal,mas isto sou eu, ateu de raça lobo.
:)

Mz disse...

Ah... esse, do antigo testamento, era mesmo terrível...

O nosso prémio Nobel, Saramago, tanta polémica criou quando escreveu - CAIN (livro)
disse também:
"o Deus da Bíblia é rancoroso, vingativo e má pessoa. O Deus da Bíblia não é de fiar"

Rafeiro Perfumado disse...

Tenho mais confiança no Universo do que em Deus. E olha que não confio muito no Universo... Beijoca!

Mz disse...

Rafeiro Perfumado,
desconfiado!!!

Bjnhs

manuela baptista disse...

a dúvida sistemática faz parte da nossa natureza

para mim, os nomes não importam: Deus, Universo, Entidade, sei que teremos sempre medo antes do fim

um pouco antes, ali naquele limite entre a vida e a morte

depois, espero que o espanto seja mútuo porque no presente, podemos apenas imaginar e acreditar

um beijo, Mz

Mz disse...

Manuela Baptista,
eu espero que o depois seja a serenidade de uma inexistência física e psicológica...

Um beijo para si, também.

Pedrasnuas disse...

Bem escrito como sempre mas...compreendo-te...a morte intriga-nos...e todos os mistérios que envolvem-na ...

Kiss

Mz disse...

A morte é simples,agora o que a antecede, como a vida/ consciência/medos manipulados e o implacável universo/matéria de somos feitos... frágeis, minúsculos...
Sempre intrigante e um motivo de estudo.

bjs

Lilá(s) disse...

Dúvidas e mais dúvidas é tempo delas....
Bjs

Mz disse...

Lilás,
dentro da serenidade, a dúvida!
dentro da adversidade, a dúvida!

Bjs

pinguim disse...

Se houver tempo....

Mz disse...

Pinguim,
exactamente!

;)

Johnny disse...

infelizmente, vai ser a primeira hipótese... quase de certeza.

Mz disse...

Johnny,
depois diz-me, ok?