segunda-feira, 7 de junho de 2010

Segredo...

Gosto de ti.

Deveria guardar esta frase simples e o resto das palavras que aqui vou deixar. Deveria guardar tudo numa gaveta juntamente com toda a minha lista de desejos proibidos. Fechá-la à chave e de seguida atirá-la ao mar.
Mas, depois, que teria para partilhar com vocês este mês?
Na gaveta guardei apenas a aliança...
Assim, atrevo-me a deixar-vos com as campaínhas todas a tilintar.
E depois atirem a primeira pedra!

O meu espírito é livre. Basta pensar...
São raros os dias, mas, sempre que vens ao encontro do meu pensamento, assinalo-te com flores na minha agenda.
Tu não sabes. Ninguém sabe. É um segredo meu.
Fazes parte da lista de desejos proibidos.
Gosto de ti. Com ingenuidade e com lascívia.
Gosto de ti para além de todos os prazeres carnais, mesmo distante do corpo e do desejo e da troca de beijos em que nos poderíamos tornar nascentes.
Gosto de ti ao ponto de pecar em pensamento. E peco ainda mais porque, não tenho dúvida de como seria fácil de pecar em actos.
Há alturas em que o desejo se manifesta numa espécie de gemido, P-E-C-A-D-O-R-A

Gosto de ti.
Raros são os dias em que te tenho no meu pensamento. Mesmo assim, não sei se és real ou apenas existes para eu me penitenciar.



Escrito a pensar no tema  “Gosto de...” (Fábrica de Letras) que foi ultrapassado pelo “Estava vazio...” como não o posso publicar lá, partilho-o aqui só com vocês.



(Fotografia:APereira)


Com carinho
MZ

24 comentários:

Melga disse...

"gostar de ti" e não te ter!
Maldita saudade...do que não temos.
Perdido ou não, em segredo, guardamos muita coisa que não precisamos...
ser livre é expormo-nos e não ficar fechados.
Ponto de vista de uma pessoa presa.
Bjo

MZ disse...

O ser humano tem uma uma caixa de segredos, que só ele próprio conhece.

Que bom não termos uma "caixa negra" como os aviões (que por acaso nem são negras, são amarelas ou laranjas)e que grava sempre os últimos 30 minutos das conversas...

bjo

Rafeiro Perfumado disse...

Não percebi o que é que atiravas ao mar, se a gaveta se a chave...

MZ disse...

A chave, a gaveta e a ti também,
se te pões com muitas perguntas complicadas...

(é que eu já escrevi isto há tanto tempo que já nem me lembro)

Grrrrrr

Melga disse...

...precisamente! A caixa mesmo de outra cor é negra porque guarda as últimas conversas da vida de alguém que em poucos segundas fica negra!

Não te quero perguntar mas vê lá se o interior da caixa não é completamente negra!

Bjo*

johnny disse...

bem que nos lixaram com a ultrapassagem do "estava vazio" :)

Gosto de... textos assim.

papoila disse...

Isto é paixão ardente pelo George Clooney????:)))
Nem sei se escreve assim????
Beijinhos e guarda os segredo bem guardados se for preciso engole a chave...
xx

Lilá(s) disse...

Se procurarmos bem na caixinha dos segredos, encontramos maravilhas. Gosto desse tema "gosto de ti" deviamos repetir mais vezes nem que fosse baixinho...
Bjs

MZ disse...

Melguinha,
as caixas só se mexem se existir um acidente grave. A côr do seu interior eu não sei, só sei o que elas guardam: gravadores!
:)
beijinhos

MZ disse...

Johnny,
é verdade... apetece-me ir lá e escarrapachar este texto, mas ainda sou despedida da 'fábrica'.

:)

MZ disse...

Oh Papoila, é melhor não engolir a chave porque ainda me obrigam a fazer uma lavagem ao estômago e depois... depois... vai ser uma chatice!

Ai estas mentes perversas!
Bjinhos

MZ disse...

Eu também concordo contigo Lilá(s)... principalmente em ouvir muitas vezes "gosto de ti" (em vários tons... baixinho, alto, etc...)

bjinhos

Tulipa disse...

E eu gostei muito do texto. Os segredos acompanham-nos...e alimentam-nos, como os sonhos. kiss

pinguim disse...

E fizeste tu muito bem em publicá-lo aqui!

MZ disse...

Tulipa,
segredos quem não os tem?
Ai se eles pudessem saltar da caixinha de muito boa gente!...:)


Pinguim,
então ía deixar este texto na gaveta depois de tanta inspiração?
Nem pensar!

Helga disse...

É tão bom ter segredos. Tenhos tantos... guardo tantas chaves e tantas gavetas. Sabe tão bem, abrir uma ou outra de vez em quando e pecar em segredo. Sorrir com malícia e abraçar o que é apenas meu, depois guardar de novo, para quando der vontade de voltar a pecar.

Um texto lindo e perfeito, que apetece pecar. Parabéns!

Felicito-te igualmente pela ousadia do desafio 'ultrapassado'. Talvez devesse haver dois temas à escolha.

Um beijinho :)

MZ disse...

Helga,
finalmente alguém que admite claramente ter segredos...é que até agora ninguém o disse tão claramente como tu!

Está tudo fechado a sete chaves!!!
É tudo SANTO!...

Obrigada, Helga...
beijinhos

pinguim disse...

Este texto merece totalmente ser publicado; não estou a gostar dos temas da "Fábrica das Letras", pois tendem a ser complicados de propósito...
Há inúmeros temas a escolher com muito interesse sem se ir para um pretenso "intelectualismo" como este "estava vazio"!

MZ disse...

Eu perferia este, 'gosto de...' e tudo indicava que fosse o tema do mês... porém, nos 2 últimos dias de votação, pimba!
Tinhamos o 'Estava vazio...' para trabalhar...

A minha escrita é simples, irei abraçar os temas mensais não com o mesmo entusiasmo, mas vou tentar participar sempre dentro dos meus limites.

(vá espreitar os novos temas)

beijinhos

Olga disse...

Amar nunca pode ser proíbido, porque não mandamos no coração. Podemos até mandar na cabeça, podemos dizer que não queremos determinada coisa, mas também podemos não conseguir resistir à tentação. Deves publica-lo outra vez, num mês em que se enquadre porque está fantástico. Adorei!

MZ disse...

Olga,
quase todos os textos para a 'Fábrica' são escritos com uma dose exacerbada de emoções, umas sentidas, outras imaginadas... o escritor é um fingidor... massssssssssss, quem nunca teve uma tentação?

Algumas, ficam só pelo pensamento...

Um beijinho

Anónimo disse...

Estou muito contente por ter descoberto este teu lado adoro-te João Sá-Chaves

MZ disse...

Oh... que fofinho!
Eu bem falo no meu blog João, mas ninguém me liga nenhuma...

um beijinho

Anónimo disse...

Eu ligo.