segunda-feira, 27 de março de 2017

Primavera chuvosa e a cegueira dos impacientes





Impacientes, são como cegos que não querem ver, não obstante a chuva, numa corrida doida descendo escorrida e fina espremida lá de cima, arrefecendo e inquietando a vida, dizem que esta Primavera, é aquela que contradiz a canção*, roubando o carácter da mocidade, e transformando-se na tal que não volta mais. Mas perguntem aos pássaros que esvoaçam de penas molhadas não se ralando com isso. Chilreando, continuam a acordar-me de madrugada e, vejam como florescem as minhas anémonas, transbordando de beleza com  o que a chuva lhes deu.

* " Primavera vai e volta sempre,  mocidade já  não volta  mais"



Texto e fotografia
Mz


9 comentários:

✿ chica disse...

Mesmo chuvosa, alguns a aproveitam bem...E as flores lindas assim! beijos,chica

Laura Ferreira disse...

e as cores a fazer de tudo isto um tão lindo poema.

luisa disse...

A flores da primavera precisam de chuva e os caracóis também... O frio e o vento forte é que eu dispensava. :)

Os olhares da Gracinha! disse...

UAU ... que belo texto e ao ouvir o chilrear da minha passarada não pude evitar um sorriso!!! bj e belos olhares!!!

papoila disse...

Maravilhosas.
A chuva deu-lhes vida!
Bjs e fica bem.

Rita Norte disse...

A Primavera nestes dias chuvosos está a ensinar-nos que as cores continuam lá mesmo em dias cinzentos e que é para elas que devemos olhar.
Adorei as flores, são das minhas preferidas.
Boa semana!

mム尺goん disse...

e ficas no silêncio que semeias


abç

AvoGi disse...

A chuva faz bem e é necessária
Kis :=}

Graça Pires disse...

As anémonas gostam da chuva e do sol que vai espreitando. Os pássaros também.
A mocidade não volta mais é certo, mas podemos sempre guardar a memória da juventude...
Uma boa semana.
Beijos.