sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

A alma da estação





E das janelas viradas a norte, toda uma extensão de verde que nos outorga uma floresta a perder de vista. Um pé na harmonia e outro na desordem. Um terreno baldio com dono e ervas daninhas, sem muros ou portões. Pode-se assim roubar a beleza do frio e, sem consequências, ver mais de perto a alma da estação.



Texto e fotografia
Mz


9 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Bom dia, querida!
Que lindeza de postagem!
Roubar visão linda, com dignidade, de um quintal baldio e contemplar as maravilhas de Deus que nos reserva para minimizar danos de falta de beleza em qualquer nível que tenhamos... parabéns!
Frio congelante faz pelo mundo e, aqui, um calor insuportável sobretudo pra quem não tem o conforto básico que temos... coitados!
Bjm muito fraterno e um abençoado 2017!

luisa disse...

Enregelada e linda... :)

✿ chica disse...

Puxa, que maravilha de foto! Adorei ler também e refletir sobre! bjs praianos,chica

Laura Ferreira disse...

com esta imagem quase consegui sentir o frio...

Os olhares da Gracinha! disse...

E a poetisa captou na perfeição a alma da imagem! Bj

Maria Eu disse...

Muito bonita, a foto! :)

Beijos, mz

A Casa Madeira disse...

Para mim soou como um poema.
Abraços.

Leonidas Moura disse...

Imagem perfeita refletida em texto. Abraços.

Rita Norte disse...

Que beleza de fotografia, a natureza é mesmo incrível!
Sem dúvida que vou passar por cá mais vezes.