segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Eu já tive um cão




Eu já tive um cão e não sei se quero outro. Um dia fiz-lhe um poema, outro dia, uma prosa. O poema foi para um amigo, a prosa foi para mim. E todas estas coisas que escrevi foram em paralelo, para um "ser sem alma" como dizem dos animais. Foi um poema, foi uma prosa, e hoje, uma crónica. Uma crónica que ofereço a quem me estiver a ler. Escrevo-a para consolidar que nada é ridículo, quando, existem seres que nos harmonizam com a vida. O meu cão foi despertador nas manhãs mais preguiçosas, meu companheiro nos dias mais solitários, meu terapeuta em momentos mais depressivos, meu calmante de ansiedade. A chuva, lembra-me as minhas galochas de todas as cores, e as brincadeiras doidas e enlameadas no parque. Uma alegria canina feito gente, e adivinho dos meus estados de espírito, onde, todas as mordidas foram beijos meigos, deste cão, que passeava a sua dona. Eu.

mz


imagem: Obra de Gustavo Rosa
Pintor e artista plástico Brasileiro
pesquisa google

21 comentários:

Miss Smile disse...

Maravilhosa esta sua homenagem a um Amigo verdadeiro de quatro patas.

Um beijinho

✿ chica disse...

Que lindo e os cães são amigos de verdade!Adoro! bjs, chica

papoila disse...

Estou contigo! Também eu me sinto dividida se quero outro....querer eu quero mas ao mesmo tempo já ponho na balança algumas considerações de natureza prática que me fazem hesitar...
Mas quando chove vejo a "cara" perto da porta sem compreender porque não saímos, quando troveja lembro-me dela sempre colada a mim cheia de medo e no frio lembro-me deles sentadinhos e enroladas em mim a darem-me calor e mimos: uma delícia!
beijinhos

Rui Pascoal disse...

Além de companheiro foi também muito inspirador.
Não há que vacilar, ele aceita-a.
:)

Mar Arável disse...

"Caães como nós"

Ailime disse...

Linda homenagem ao fiel amigo do Homem.
Beijinhos,
Ailime
(Vim até aqui através dos "Canteiros de Chica" e adorei o que li e vi;))!

Isa Sá disse...

Bem haja às pessoas que tratam tão bem dos animais.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Caty disse...

Aww que lindo :')
Adorava ter um cão!

manuela baptista disse...

cão como nós

muito bonito, Mz

Isabel disse...

Nunca tive nenhum cão nem gato, porque sou demasiado preguiçosa e eles dão muito trabalho, mas às vezes apetecia-me trazer algum para casa...

Bonito texto!

Beijinhos:)

mz disse...

Obrigada,
beijinhos

mz disse...

foi um grande amigo, Chica,
obrigada

mz disse...

é difícil... tantas saudades!
Beijinhos

mz disse...

eu também o inspirei, atendendo que, em cinco foi o único que me escolheu. Aqui começa logo uma história longa :)

mz disse...

(valor conotativo) e porque foi sentido dessa maneira.

mz disse...

obrigada por ter vindo e por ter deixado o seu comentário.
Gostei muito :)

mz disse...

Bem haja!

mz disse...

Caty, para se ter um cão é preciso ter muita disponibilidade e abdicar de muita coisa. É uma escolha que deve ser feita com muita ponderação :)

mz disse...

Como nós; no afecto, no companheirismo...tantas outras coisas que só quem os conhece sabe dar valor.

mz disse...

O meu, deu-me sempre muito trabalho, tudo foi superado pela alegria de um amigo espectacular.

Beijinhos

Agostinho disse...

A história de um cão
fiel, alegre, colorido...
Que mordeu a maçã!
Ou não ?