terça-feira, 23 de junho de 2015

Delírio de Verão com manhãs cinzentas





E porque hoje o sol ainda não abriu, repete-se o mesmo tempo de ontem. Não me incomoda muito, podem vir dias de Verão mornos e manhãs cinzentas, eu gosto assim. Sobressai mais o que é colorido e a minha sardinheira gorda e inchada de vermelho é uma rainha encostada ao muro branco do seu castelo. Ilusão de paz momentânea, porque a natureza muito se guerreia. E as vaidades palacianas, declaram guerra à outra mais espontânea,  mais colorida, quiçá a mais popular. Do outro muro mais baço, a singela papoila.  Logo, logo depois das três da tarde, um solzinho malandro e aquela humidade que nos deixa a pele colada, pegajosa como açúcar, onde tudo parece ser e não é porque afinal, o sol sempre esteve lá e a pele sabe a sal.


mz



fotografia:mz

9 comentários:

✿ chica disse...

Linda foto e flor e o sol está lá, mesmo escondidinho e pode fazer "estragos" em peles que não se cuidam dele,rs abração,chica

Mariavaicomasoutras disse...

O sol as flores são sinais de vida e transmitem por vezes a cor que a nós nos falta no dia a dia!
Abençoadas as papoilas vermelhas! Especialmente nessas manhãs cinzentas!

Beijinhos

mz disse...

Grande verdade, Chica.
Grande abraço para você também.
Bjs

mz disse...

São pinceladas de alegria misturadas com os risos da vida :) O sol que amarre o burro onde lhe apetecer. É Verão e ele sabe bem disso.

mz disse...

Papoila o teu comentário sumiu, puf!

Eu sabia que ias gostar da fotografia, ou não fosses tu uma alegre papoila.

Bjnhs

Graça Pires disse...

Momentos de contemplação que o coração reclama, indiferente à humidade, ao nevoeiro, ao frio ou ao calor. Muito belo o texto e adorei a papoila.
Beijo.

mz disse...

Obrigada Graça.

Bom fim de semana.
Bjs

Agostinho disse...

Vermelho no cinzento dá um toque de calor.

mz disse...

As papoilas sabem bem onde se encostam para melhorarem a paisagem.