terça-feira, 10 de setembro de 2013

Almoço no Shopping




O miúdo estava à nossa frente. Pálido. Cabelo revolto, fato barato, gravata desapertada e sapatos de pala com berloque. Um almoço solitário e lento remexendo entediado a refeição saída em série de um franchising. Tirando a palidez e o desinteresse pela comida, o manequim é o protótipo do jovem no primeiro emprego depois de uma licenciatura. Deveria estar feliz porque tem trabalho, deveria ter cor naquele rosto pelo entusiasmo dos desafios. Um quadro de aparente exaustão daquele lote dos espremidos até ao tutano. Talvez isso lhe arrase parte dos sonhos, contudo insistimos - deveria comer. Deveria comer com alguma alegria porque existe fome neste país. 


mz




Imagem: Tela de almada Negreiros - auto retrato 
como o grupo da Brasileira, 1925 - pesquisa google

14 comentários:

João Roque disse...

Excelente texto a acompanhar uma excelente pintura.

Laura Santos disse...

O problema é que para além da fome , existem também outras situações que tiram o apetite a quem tem a comida à frente...
No entanto nada se pode comparar à fome, pura e dura!
Gostei muito do texto, sempre a tentar dizer muito nas entrelinhas!
xx

manuela baptista disse...

dizes bem, deveria

mas quem sabe de uma outra fome que ele possa ter...


um abraço, Mz

Mary Brown disse...

Um retrato excelente da actualidade em que o dever começa a deixar-nos entendiados. Estamos fartos de tudo, até do dever. Beijinhos

Mz disse...

João, Almada Negreiros foi chamado o pintor-pensador, os temas principais das suas obras são números e geometria daí estas figuras tão elegantes.Eu gosto muito!

Mz disse...

Laura, eu tento deixar sempre uma mensagem por mais subtil que seja. Mas nem sempre consigo chegar lá.

xx

Mz disse...

Manuela, quem sabe!
Como diz o ditado:
"Nem só de pão vive o homem"

Abraço

Mz disse...

Mary, e os jovens que são tão explorados!

Bjnhs

Rui Pascoal disse...

Só uma observadora atenta do que se passa à sua volta conseguiria pintar esta tela.
Embora goste imenso da pintura de Almada Negreiros, acho, no meu fraco entender, que não havia necessidade de a colocar aqui. Será que me fiz entender?
:)

Mz disse...

:)

Ahahaha...

Por muito que pinte
com as palavras,
nunca poderei
substituir
Almada Negreiros!

Impossível :)


Esta tela pelo nº de pessoas que a compõem fez-me lembrar o meu grupo de amigos que me acompanhavam ao almoço neste dia.

E eu tenho um objectivo: divulgar arte independentemente do texto que escrevo correndo o risco de desvalorizar a pintura ou a fotografia, mas sempre com a convicção de que alguém retém sempre algum conhecimento artístico.

Por isso...
a tela era
Indispensável :)


Abç

Fê blue bird disse...

Excelente e muito actual este texto.
beijinho

Fê blue bird disse...

Excelente e muito actual este texto.
beijinho

Pedrasnuas disse...

Até a Alegria murcha nos lábios de um país com fome. Bjs e bem vinda!;)

Mz disse...

É verdade!


Até breve.