domingo, 17 de fevereiro de 2013

A Matrona


A matrona, senhora doutora da farmácia, tem o faro apurado sempre que o meu pai entra no seu estabelecimento comercial. Cinquentona burguesa e conservadora de mãos moles e dedos papudos apertados de anéis valiosos derrete-se em salamaleques, gesticulando frenética sobre o estado do tempo e de tudo. Mulher histérica que se prolonga na conversa e são sorrisos e amostras oferecidas para além da receita necessária. Oferecida! A abadessa gananciosa bem pode sorrir com a dentuça amarelada de tantos cigarros fumados que o meu paizinho, nem morto dava um beijo naquela boca de cinzeiro. Eu sei!


Mz




Imagem: The First Lady, 1997 Tela de Fernando Botero
Pintor e escultor Columbiano - pesquisa Google

29 comentários:

João Roque disse...

Excelente a tela do Botero.

manuela baptista disse...

uff!


estou contigo, Mz

os pais merecem muito melhor


um abraço

manuela baptista disse...

uff!


estou contigo, Mz

os pais merecem muito melhor


um abraço

Mz disse...

João,
The First Lady!

Mz disse...

Manuela Baptista,
o melhor sempre!

Abraço
xx

✿ chica disse...

rs...Deve ter coisa muito melhor...Boca de cinseiro, ninguém merece! beijos,chica

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Chegando,gostando,ja seguindo
volto logo com
certeza.
Bjins
Catiaho Reflexo d'Alma

Rafeiro Perfumado disse...

Qual matrona, uma matrafona!

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

E se fosse uma bela e jovem mulher, como seria?

Um abraço...

Carolina Tavares disse...

Mulher estranha, mulher estranha...

Mz disse...

Chica, apenas outra boca de cinzeiro :)

Mz disse...

Reflexos...
será sempre bem vindo, obrigada.

Bj

Mz disse...

Rafeiro, até que também tem um bocadinho desse nome...

Mz disse...

Lúcia B.P.
com boca de cinzeiro? Jamais.

Abç

Mz disse...

CArolina T.
existem por todos os lados...

Laura Santos disse...

Fogo!Anéis valiosos e dedos papudos?!... E essa da boca de cinzeiro fez-me lembrar o Macário Correia...;-)
Uma boa relação texto-imagem!

Rui Pascoal disse...

Às tantas ela só queria tratar da saúde ao paizinho...
:)

Isa Lisboa disse...

Sim, parecem-me que existem muitas matronas por aí...

Um texto muito divertido!

Beijo

Daniela C. disse...

Eu tenho cá para mim que cigarros e beijos não combinam. Ainda mais com uma descrição dessas!

Até à próxima.

P.S: http://divagacoesdeumacibernauta.blogspot.pt/ Se quiseres fazer uma visita, serás muito bem vinda.

Mz disse...

Laura Santos, pois... os anéis não escolhem dedos.

Obrigada.

Mz disse...

Rui Pascoal,
:)

Mz disse...

Isa Lisboa,
Ó_ó se existem!

Mz disse...

Daniela C.
até à próxima.

:)

Lilá(s) disse...

E também usa aquele bâton vermelho vivo brilhante? rrrrrrrrrrrrrr
Bjs

Mz disse...

Não, não Lilás...
Os batons são para vender, dá mais lucro :))))

Bjs

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Gosto
das palavras
que nos fazem
imaginar...

Desejo que o amor,
faça morada em seu coração.

Mz disse...

A.C.J.
a imaginação será sempre um portal individual.

Mary Brown disse...

MZ cheirou-me a ciumes, será? Já agora explica-me porque os filhos opinam tanto sobre a vida amorosa dos pais e detestam que os pais opinem sobre a vida amorosa deles? Há muito que me interrogo sobre este tema, não sei porque isto acontece mas, acontece. Espero que não leves a mal as minhas perguntas mas sabes como sou, adoro explicar tudo e este assunto anda sem explicação há anos. Eu nunca me intrometi na vida dos meus pais, apesar deles se intrometerem na minha. Acho que eles são "grandes" por isso que resolvam a vida deles que eu resolvo a minha. Imagina que o teu pai até estava interessado que farias? Beijinho grande e desculpa a minha curiosidade.

Mz disse...

Ciúmes?!
Hum... tenho de falar nisto ao meu psicólogo ;)