sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Noir...


Mesmo os pensamentos mais incómodos, ou a poesia mais aborrecida deveria sobressair ligeira num fundo pastel ou alfazema. A maior parte do que escrevo, não assenta bem neste template de fundo negro. Poder-se-á dizer que são as escolhas das sombras em detrimento da luz. Acontece que, uma cor é apenas uma cor e, para vos dar a imagem do que quero realçar, atrevo-me a dizer que se conhecessem o meu sorriso, diriam que até o preto me fica bem. Por isso, e como alguém já escreveu,[aqui]faço parte de um “noir” onde vou imprimindo um certo encanto de afectos e dúvidas. O meu grande desafio, é dar vida ao pensamento e transformar este casulo escuro e espartilhado em algo gracioso que vos prenda e alimente a mente.


Imagem, pintura de:
 Amedeo Modigliani aqui


Tema: “Metamorfose




Original, escrito e publicado...
Mz

18 comentários:

pinguim disse...

Esta foto da famosa tela de Modigliani no fundo negro do teu template é um bom exemplo do que dizes.

Mz disse...

Pinguim,
je suis noir, tu est blanc...

:))

✿ chica disse...

Lindo e tu consegues essa matemorfose...Bela participação,beijos,chica

Pedrasnuas disse...

Senhorita, a tela é linda e as suas palavras idem!!! Gosto imenso do seu "perfume"....:))) por vós virei cá!

Mz disse...

Chica,
podemos sempre transformar algo negro ;)

Bjs

Mz disse...

Pedrasnuas,
que escrita tão cuidada my lady, por ventura sois da corte?

(nós duas sabemos porquê):))))

Bjs

Johnny disse...

Já no Google Reader... fica tudo branco e não se consegue ler nada :)

Mz disse...

Johnny,
agora já sei porque tens andado perdido, são as brancas do Google Reader!

manuela baptista disse...

eu gosto do fundo preto

qualquer gargalhada é uma alfazema em três dimensões

um abraço, Mz

Marta disse...

Interessante a forma como "pintaste" a tua metamorfose.

Mz disse...

Manuela Baptista,
gargalhadas em tons de alfazema é bastante interessante, gostei muito da metáfora... este espaço até está mais colorido :)))


Um abraço também para si.

Mz disse...

Marta,
tive de usar a prata da casa.. é que não me ocorria nada para além de borboletas. Eis senão quando, surgiu este espartilhado casulo negro sempre em transformação ;)

Eduardina disse...

Desafio alcançado, MZ!O que sobressai deste casulo, não é a cor negra, mas a luz com que as suas palavras nos vão brindando.

Mz disse...

Eduardina,
eu bem tento transformar o casulo negro ;):)

Catarina disse...

Sobre o preto tanto há que sobressai... Por exemplo a tua metamorfose :)*

Mz disse...

CAtarina,
eu tento, eu tent... e na Fábrica de Letras ainda não falhei um tema. Espero que os novos escritores, continuem a dar continuidade ao espaço e que nenhum tema vos limite a criatividade.

Catarina disse...

A minha criatividade é compulsiva... Este mês estava mesmo muito difícil, e não consegui escrever nada em prosa, como para o tema da Crise...

Mas pronto... Está feito! :)*

Tentas e consegues! Vou dar uma vista de olhos nas restantes telas de textos embutidos em negro nesta tu galeria de escrita :p

Mz disse...

Catarina,
é isso mesmo... sem tentar~é que não se consegue e, por vezes, quando não existe inspiração, quando menos se espera lá vem um raio de luz :)