terça-feira, 21 de junho de 2011

Sem pudor... (Incluindo a Banca da Cozinha)



Eu queria ver tudo. Tudo.
E tudo é sobre o homem que mora mesmo em frente a mim. São alguns metros que nos separam. Uns metros de janela e também de pensamento. Ai o pensamento, onde me leva o pensamento!

Tapado por uma esguelha de cimento, aposto que todo ele é nudez sem pejo para lá da argamassa. Azucrina-me quando prevarica da musculatura sem roupa, no estendal. Sacode a roupa e põe a mola, ligeiro. Provoca-me o vigor do tapete arremessando a poeira acumulada. É arrumadinho o Adónis! E eu, Vénus sem vergonha, imagino paredes de vidro que sugo de um só fôlego e não preciso de chave para entrar. E entro descarada e diáfana e, abusada. E vejo tudo... Tudo, incluindo a banca da cozinha onde sem pudor, lá está ele tal como eu imaginava. E vejo tudo...





Concurso de escrita criativa Including The Kitchen Sink

Blogue da Eva Gonçalves seguindo a rúbrica:
"Diz-me como se chama o teu blogue, dir-te-ei o que me apetecer"





imagem:Aguarela de João Barcelos


Com carinho
Mz

24 comentários:

pinguim disse...

Parabéns. A Eva merece.

✿ chica disse...

Que maravilha de imaginação e visão!!!beijos,chica

Mz disse...

Pinguim,
concordo.Por isso aqui estou com este Adónis :)

Mz disse...

Chica,
a culpa é da Eva e do vizinho da frente que teima em mostrar os bíceps, os triceps, trapézio...etc..etc...

Bjs

Eva Gonçalves disse...

Que texto mais despudorado, rrrssssss Obrigada pela participação Mz. Por acaso, não era tema, era com o título do blogue, mas aceito sem reservas a tua participação (até porque até hoje, só um texto obedeceu a esta regra, rrrrssssss )Infelizmente, não tenho nada disso à minha frente, embora sem saberes, tenho mesmo um prédio nas traseiras, separado por poucos metros(será que eu já tinha falado nisto?, se calhar já falei ou foi coincidência, rrssss). Mas Adónis, nada!!! :))) Não posso tecer mais comentários ao texto em si, para permanecer imparcial :)) beijinhos!

Mz disse...

Eva G.
É mesmo, sou uma despudurada!

Bjs

Mz disse...

Vou já corrigir!

Julliany kotona disse...

Eu andei ausente pois meu blog estava com problemas,não estava conseguindo mandar comentarios nem fazer login,mas estou de volta,eu estava com saudade do seu cantinho,de lindas e sabias palavras,mas agora que voltei não vo me afasta mais. Deixo a ti esta linda frase: Que a nossa amizade não seja como a lua que apesar de linda às vezes muda de fase, mas que seja como o céu que apesar de lindo é infinito... Tenha um exelente feriadão!

Mz disse...

Obrigada e bem vinda de novo.

JPD disse...

Boa noite, Mz

Gostei muito do texto, pelas seguintes razões:

- Trata com subtileza e elegância a nossa (Condição humana)desesperada atracção pelo espreitar, pela coscuvuilhice, como se ela nos garantisse sintonia entre o que se vislumbra e a ideia do que desejámos... ver.

- Na casa, a cozinha talvez tenha um certo encanto enquanto lá se preparam alimentos para um repasto a preceito. Percebe-se a sua utilização pelo facto de o blogue homenageado ter na sua identificação o termo em inglês;

- Finalmente, está muito bem escrito e com uma extensão perfeita.

Bjs

Mz disse...

JPD,
poderia sair-me um texto com a família toda à volta da banca da cozinha a preparar uma refeição tradicional, mas saiu-me este "Adonis"!
E aproveitei de imediato para o oferecer de bandeja à Eva Gonçalves que bem merece pela originalidade da sua rúbrica;

"Diz-me como se chama o teu blogue, dir-te-ei o que me apetecer"

Obrigada.
Bjs

manuela baptista disse...

despudoradamente giro!

ai, Adonis, se escreveres sobre a Eva dir-te-ei onde está a chave da porta da cozinha

manuela

Mz disse...

Manuela B.
e os devaneios necessitam de chave?
:)

Obrigada

Lilá(s) disse...

Imaginação não te falta! e já agora vá lá, conta mais...
Bjs

Briseis disse...

Hum... delicioso... só é pena eu não ter nenhum Adónis a viver em frente... muito menos um que venha sacudir vigorosamente os tapetes para a janela... Mas adorei ler! E que bela cena de cinema daria este guião...lol

Mz disse...

Lilá(s)
da minha parte, está concluído o desafio... agora o resto, deixo para vocês. Sejam imaginativas!

Bjs

Aurora disse...

Nada como a imaginação...Aliada à escrita saem histórias divinais.

Mz disse...

Briseis,
estas cenas de homens na lida da casa em tronco nu, são cada vez mais comuns.É que eles também estão cada vez mais independentes da mulher... que remédio!
Quanto à cena de cinema, fizeste-me lembrar o anúncio publicitário - hora da coca cola light - 2004
:)

Mz disse...

Aurora,
também concordo!

AnaMar (pseudónimo) disse...

tanto tempo sem visitar e sou brindada com este texto magnífico.
beijinho

Pedrasnuas disse...

Essa foi boa Mz... vejo a Eva aqui...:)))despudorada e sem papas na língua...até a forma de escrita assemelha-se à dela...a curiosidade nata do ser humano...quem nunca espreitou? quem nunca fantasiou? quem nunca se viu perante um enigma que é musculatura de bronze e não sentiu vontade,desejo... e experimentar na banca da cozinha...:)))pelo caminho da imaginação é que vamos e vivos!!! Adorei esse texto despudorado!!!
Bjs

Mz disse...

Pedrasnuas,
a Eva fica bem servida com este devaneio "incluindo a banca da cozinha" :) e depois quando a imaginação é fertil e temos o modelo, melhor ainda :)

bjs

Tio do Algarve disse...

Olá!! Da banca da Eva, directamente para a casa original...O texto da Eva e os faróis...Valeu a pena a visita, parabéns.

E acho que daqui apara o futuro vou voluntariar-me mais para lavar a louça :))

Mz disse...

Tio do Algarve,
eu acho que faz muito bem :)

Obrigada.