sábado, 24 de outubro de 2015

A física, a matemática e a magia das coisas.



Começamos por abrir uma janela e olhar o mar. Sem romantismos. Distraímo-nos com as marés cadenciadas, as construções dos molhes com toneladas de pedra e os mastros cilíndricos das bandeiras. Vemos veleiros ancorados que desafiam a física e vemos pessoas que caminham em passeios rectos ou curvos, sentadas em esplanadas com mesas retangulares a saborear um vinho cheio de complexidade de aromas. Assim, sem romantismos, tudo parece química e matemática sem fim. Pegamos na máquina fotográfica e fotografamos este momento, transformando-o numa imagem fixa. Uma fotografia estática. Mas nós queremos mais do que isto. Deixamos a química e a matemática, guardamos a máquina fotográfica, fechamos a janela e a porta de casa e descemos até ao mar. Assim, sentamo-nos bem perto do mar, e num pensamento esperançoso, esventramos o seu interior e descobrimos na magia, ainda mais magia. Divagamos e conspiramos, especulamos os sonhos de um eterno recomeçar. Queremos a filosofia, queremos o romantismo e a poesia para equilibrar a matéria exata. Contudo, o mar permanece igual.


mz



imagem do ilustrador Berkozturk (captivity)
pesquisa google

10 comentários:

Isabel disse...

Ainda bem que o mar permanece igual...e continua sempre lá!
Adoro o mar:)

Miss Smile disse...

O mar é sempre o mesmo. A sua profundidade é que está dentro de nós. Neste caso, dentro de si e não a máquina fotográfica. Um texto muito bonito.

Um beijinho, mz, e um domingo feliz :)

. intemporal . disse...

.

.

. e eu quero tanto . mas tanto . ser parte integrante deste texto fora de série .

.

.

Isabel Pires disse...

Belo texto, mz.
Gostei da tranquilidade.

Rui Pascoal disse...

Não, não é magia, ela sente-se como o peixinho na água, tanto na prosa como na poesia.
:)
Boa semana!

fascinadapelomundo disse...

Magnífico texto,gostei bastante,boa semana para ti!!

© Piedade Araújo Sol disse...

mz

eu sei que não fui eu que escrevi mas este texto tem tanto a ver comigo, tanto...

obrigada pela sua partilha, pois faz-me bem, ler textos (curtos) e com tanta qualidade que é um talento seu.

boa semana.

beijinho

:)

Eliana Borges disse...

Bom texto, gostei mesmo muito ;)

Eliana,
http://around-eliana.blogspot.pt/

luisa disse...

A magia pode estar no olhar de quem fotografa e de quem escreve.:)

manuela baptista disse...

esta é a matéria exata da poesia!


deixamo-nos capturar como os peixes