sexta-feira, 4 de março de 2011

Isto Não é Baril (MCs)...


Letra para música Rap ou Hip-Hop, enfim, o que quiserem!!!
Posto isto, se me lerem tentem dar o ritmo adequado :)

*


Tanto para dizer e nada me ocorre!
Saliva o predador enquanto a presa corre
Temo o mundo que nos é hostil
Não... não... não...
Isto não é baril!

Grita a vítima num dia malfado
Num grito sufocado por um murro dado
Outro e outro até ao fim
Não... não... não...
Isto não é baril!

Estocadas fortes num corpo inanimado
Guincha de prazer o violador
Mais um rosto desfigurado
Num corpo de cor marfim
Não...não...não
Isto não é baril!

Dobram os sinos pela morte
Atiram-se flores
A uma vida sem sorte
- E os jornais que vendem?
Crimes e dores
Tudo misturado com vida de actores
Os burburinhos da desgraça
- Coitada, coitada, coitada!
Tantos crimes e palavras mil
Não...não...não
Isto não é baril!

Depressa volta o predador
De uma sentença injusta
É a justiça que muito me assusta
Tanto para dizer e nada me ocorre!
Isto agora já não vai rimar
Neste escrito que se canta a falar
Violenta é uma cela que o universo guarda e se chama Terra.





(Imagem: Google
Escrito para a Fábrica de Letras
Tema: Violência





Com carinho
Mz

29 comentários:

pinguim disse...

Já mostraste o poema aos "Deolinda"???

Mz disse...

Pinguim;
eles estão num patamar superiorao, meu querido amigo :)

Obrigada pela sugestão
Beijo

Johnny disse...

Sente-se a raiva.

Mz disse...

Johnny;
basta ler os jornais, verdade?
À parte dos jornais, eu pratico artes marciais e não imaginas a quantidade de mulheres que procuram os workshops de defesa pessoal. Contam muitas históras!!!

El Matador disse...

Ganda malha.

Em relação à tua resposta ao comentário do Pinguim, devo-te dizer: não sei se estão.

Utópico disse...

Todos os dias vê-se a violência a aumentar e as injustiças também, seja por ineficiência da polícia, ou quando esta consegue algo, pelas entropias do sistema, que apenas aumentam a confiança dos criminosos e aumentam a desmotivação das forças policiais.

Mz disse...

El Matador;
Infelizmente é uma realidade em todas as sociedades.
Essa dos "Deolinda"... não gozem por favor!
:)

Mz disse...

Utópico;
concordo absolutamente.

papoila disse...

Eu estou com o Pinguim: manda a rima para os Deolinda!!!
xx

Briseis disse...

Muito baril! Curti milhões! =)

Mz disse...

Papoila;
tu também?
Aiiiiiiiiii depois falamos!

:)

Mz disse...

Briseis;
Ohhhh, eu estava à espera de biliões :)

JGCosta disse...

Parabéns pela excelente participação, tem todo um sentido e ritmo próprio!

Grande abraço renovado!

Mz disse...

JGCosta;
ritmo e mensagem, era o meu objectivo.
Obg... um abraço!

Diário de Lisboa disse...

Sinto que nos estão a roubar até a capacidade de sonhar. É o que sinto quase todos os dias.
Eu achava adequado para um Valete,Sam The Kid ou Boss ace

Diário de Lisboa disse...

Bjs :)

Mz disse...

Diário de Lisboa;
quase que soa como um grito abafado todos os dias quando se sentem os sonhos a afastarem-se.

Boss Ace:)
Bjs

Natália Augusto disse...

«Baril» mesmo, mesmo e lido como aconselhado. Com ritmo. Este poema merecia ser "agarrado" por um grupo musical ou artista!

7*******

;)

Mz disse...

Natália Augusto;
talvez o dê ao meu sobrinho que toca guitarra eléctrica.
Já é um começo:)

Obrigada

Rafeiro Perfumado disse...

Se bem que um bocadinho de violência (nas pessoas certas) sabe tão bem. Já sei, sou um bruto...

Lilá(s) disse...

Tentei dar o ritmo mas não resultou! talvez porque te entenda muito bem...
Bjs

Mz disse...

Rafeiro Perfumado;
e se o feitiço se virar contra o feiticeiro?
Seu Bruto!
:))))

Mz disse...

Lilá(s)
não joga muito bem com o meu "habitué" ,não é verdade?:))))

Beijinhos

Olga disse...

Mais um texto fantástico. Gostei muito. beijinhos.

http://palavrasbrandidas.blogspot.com/ disse...

"Depressa volta o predador
De uma sentença injusta
É a justiça que tanto me assusta!"

É verdadeiramente assustador, a justiça que devolve os criminosos ao convívio dos que violentou!

Mz disse...

Olga;
obrigada.

beijinhos

Mz disse...

Palavrasbrandidas,
nada me ocorria, de facto. Depois surgiu um agressor, a vítima e a justiça, injusta.
Assim se formou esta mensagem.

Sandra disse...

Uma otima participação...
A vida é tão bela. Não sei porque a violência faz parte da vida de algumas pessoas..
O amor é tão especial e Puro..
A Violência vem acompanhando o Mundo desde o seu principio. É uma pena que ainda existe, das mais diversas formas. Tudo é muito triste. O que nos resta é levantar a bandeira da Paz.. Proclamar por ela.
A interação de amigos tbém entrou nesta..
http://sandrarandrade7.blogspot.com/2011/03/coletiva-tema-violencia.html
Não podemos permitir o seu alastramento. Temos sim é que ajudar a combater e cortar as raízes.
Carinhosamente venho compartilhar contigo este texto.
Precisamos sim nos unir em pensamento e passar todoas as energias positivas e combatê-lo..
Falar da vida é muito melhor..Do amor ainda Mias. A Paz então nem se fala..
Sandra

Mz disse...

Sandra;
Concordo contigo.
Obrigada pela partilha.