quinta-feira, 13 de maio de 2010

Tia Gi


Não fosse o conceito exacerbado de se sentir mais perto de Deus.
Não fosse a dose excessiva da sua devoção, não por ser a Deus, mas pela auréola de beatice que carrega orgulhosamente. Não fosse este impeditivo, poderíamos passar umas tardes perfeitas em casa da Tia Gi.

Para ela, como todos os caminhos vão dar a Roma, todas as conversas vão dar ao tema que mais gosta de abordar, sem dúvida, o livro mais lido no mundo inteiro.
Com os seus já avançados setenta e muitos anos, a vida é para continuar...

Resguardada dos ventos e do frio, só sai quando o sol é generoso. Sempre com os típicos achaques que já têm tantos anos quantos eu a conheço. De queixumes e lamúrias, lá se vai aguentando mais rija dos alguns jovens da família. Entre as leituras bíblicas e os seus bordados que a prática de anos aperfeiçoou e a sua vista ainda permite lá vai entretendo o seu orgulho e o seu tempo.

Pelo meio, entram as ordens à empregada, os chazinhos, as torradas, as compotas caseiras, os linhos, as linhas, os riscos, as histórias de antigamente, as visitas de amigos e familiares. São assim as tardes da tia Gi ...

Quem chega a meio da tarde vai encontrá-la sempre com visitas ou a ensinar qualquer coisa. Quando isso não acontece, a tristeza afunda-lhe as rugas já existentes e o peso da idade monta-se no semblante de uma mulher que não gosta de estar só com os seus botões...




(Imagem: Google)


Com carinho
MZ

12 comentários:

pinguim disse...

É bonito ir envelhecendo assim...

papoila disse...

A tia Gi, deve ser muito especial....,:)

MZ disse...

Pinguim,
ela faz por isso...

MZ disse...

Papoila,
a tia Gi... é assim!... :)

johnny disse...

Estar só faz-nos pensar e quando o futuro é sombrio... não convém pensar muito.

MZ disse...

POis é Johnny, a solidão é terrível em todas as idades.

Melga disse...

Bjinho para a tia Gi...
e já agora para ti*

Lilá(s) disse...

Gostava de ter uma tia Gi, como devem ser bom tomar com ela um chazinho e provar as compotas caseiras....
Bjs

MZ disse...

Melga,
será entregue na devida altura.
beijinho também para ti*

MZ disse...

Tenho a certeza que para além do chazinho e das compotas ainda aprendias a bordar qualquer coisa, Lilá(s).

bjs

Rafeiro Perfumado disse...

Tens de lhe oferecer uma cópia dos Manuscritos do Mar Morto, só para ver o que acontece...

MZ disse...

Já os leste, rafeirito?