sexta-feira, 13 de novembro de 2009

"Fábrica de Letras"

É difícil escrever palavras encomendadas...
Palavras como se fossem paletes de material guardado em armazém à espera de ser esgotado
Estantes de letras em stock separadas em caixinhas de A a Z
Letras e mais letras...
MAIÚSCULAS
minúsculas
e depois, em caixinhas mais pequenas
os acentos
as cedilhas
os pontos de interrogação e exclamação
o ponto e vírgula
os dois pontos
as reticências
o travessão
a vírgula
o ponto final e o parágrafo

Tudo registado, para que não falhem as quantidades...
Estão a imaginar uma fábrica assim?
Toda esta matéria-prima não serve para nada se a fábrica não tiver operários
Eu sou uma operária da “Fábrica de Letras”
Vou ter de trabalhar o Preto & Branco
Não é fácil sentir a preto e branco
quando a minha imaginação está toda colorida!

Mas prometo!
A partir do dia quinze o meu trabalho estará concluído e não falharei
Aqui a “Preto & branco”
Até lá...

podem visitar a fábrica, é só dar um clic na imagem que está no início.


(Imagem:Selo Fábrica de Letras)

com carinho
Mz

Sem comentários: