quinta-feira, 2 de julho de 2009

O sonho




Esta noite, Morpheu veio ao meu encontro.
Espreitou o tule alvo do dossel,
contemplou o meu corpo adormecido
e deitou-se a meu lado...
Inebriado pelo cheiro a alfazema
impregnado no linho dos meus lençóis
penetrou suavemente o meu sono
e senti-o dentro de mim.

Numa realidade inconsciente,
metamorfose de um sono que se tornou sonho
aconteceu... uma viagem!

Milhares de estrelas-do-mar davam luz
a um oceano mudo de azul muito profundo.
Avistei montanhas e florestas de corais
recifes belos e coloridos,
jardins de anémonas,
cavalos marinhos,
palhaços do mar...
borboletas que eram peixes
e plantas que eram animais
Estranhas criaturas marinhas
pareciam saídas de um mundo que não era o meu
Cardumes de prata serpenteavam ao meu redor
e as estrelas-do-mar continuavam a iluminar o meu caminho.
Lá no fundo...
Castelos de areia encerravam baús vazios
outrora, vergados de tesouros magníficos.

Milhares de medusas abriram caminho para eu passar
e Neptuno vestiu-me de conchas,
enfeitou-me de pérolas raras,
prendeu-me o cabelo com fitas de algas e ganchos de madrepérola
e perfumou-me de maresia

Depois...
ofereceu-me as asas de uma jamanta
e eu demorei-me naquele vôo de regresso
deixando que a água do mar passasse por mim
e me lavasse de todas as jóias...
permanecendo só eu,
o meu corpo
e o meu sono sereno...




com carinho

MZ




4 comentários:

papoila disse...

Querida MZ,
Não sou poeta, não sou escritora mas sou tua amiga e admiradora!

Bjinhos

A.S. disse...

MZ... Um lindo Sonho Azul!...


Beijos!

Carla disse...

lindo este sonho...nos reinos do mar!
beijo e boa semana

Anónimo disse...

Querida amiga
Quanta inspiração, quanta beleza, quanta docura, sonho azul de uma linda noite de verão.
Nunca deixes de sonhar. Beijos.
Rosinha