segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020




Vi a minha mãe a rezar à janela. Lia uma oração, e beijava as letras da mesma forma que beija os filhos. Lia e beijava, lia e beijava. Nos intervalos, amaciava o peito e lia, e beijava… lia, e beijava. Da janela, árvores, mas aos seus olhos, fé. Vi a minha mãe a rezar à janela.

Piódão, aldeias de xisto - Portugal


quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Birwatching, (8) Inverno.


Quando o tema são aves, a observação pode até ocorrer sem sairmos de casa. As grinaldas de Natal foram recicladas e penduradas nas árvores do quintal onde vamos colocando fruta, pois este tempo de inverno é escasso de alimento para os passarinhos. E desta forma, nem sempre tão natural da vida selvagem, eles vão chegando em dias de sol e de chuva.


Toutinegra-de-barrete-preto (Sylvia atricapilla) fêmea
*as fêmeas têm o barrete ruivo, nesta diferença só os machos têm o barrete preto aqui
Pardal-comum (Passer domesticus) (macho)
Chapim-azul (cyanistes caeruleus)



quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Aguarelas de inverno



Vestem-se assim,
 - as árvores -
 um sopro de pó, uma transparência colorida na dureza do inverno. 
Corajosas, 
agarradas à terra abrem os braços aos pássaros enquanto esperam os rebentos
 .seus.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Lua do Lobo e o Eclipse Lunar Penumbral



Máquina, tripé e uma corrida ao ponto mais alto da aldeia. Não tivemos tempo para meditações, nem calma, nem mantras. Não visualizámos a estrada da vida que queríamos para os próximos meses. Não tivemos olho para o fumado da lua - não soubemos medir "o não brilho" - desta Lua do Lobo. Regressámos devagar e com restos de sol.

Eclipse Penumbral da Lua
Lua do Lobo

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

O nascer do sol e um Feliz Ano 2020!



Enquanto quase todos ainda dormiam, descemos nós, o Vale, sussurrando inconscientemente, como se o Sol necessitasse de silêncio para acordar por si – sem sobressalto. Apressámos a caminhada dentro da neblina para festejar a vida, e partilhar o nascimento da luz. E é neste registo que vos trago o nascer do sol do dia de hoje, e também, para vos dar as boas vindas ao novo ano. 

Que esta claridade tão suave e tão ténue nos serene todos os dias. 
Feliz Ano 2020!