terça-feira, 25 de junho de 2019

Lá pelo campo.




Lá pelo campo,  
Quiçá ser chão silvestre,
Ser rebelde
Ser ciclo fértil sem regra 
E ser enredo perfeito.
Lá pelo campo
Olhamos as flores e falamos desta complexidade.



terça-feira, 18 de junho de 2019

Lua cheia de Junho.



Cheios de festa e de palatos a saber a gula, 
por um acaso olhámos o céu sem nos lembrarmos da lua. 
O drama no espaço, e ela poisada. 
Um desassossego nas nuvens, e ela serena. 


sexta-feira, 14 de junho de 2019

Recortes ao pôr-do-sol.


Não importa o lugar do mundo onde estejamos quando a beleza do pôr-do-sol
 se apresenta inquestionavelmente sublime.


domingo, 9 de junho de 2019

Birdwatching (6)





As pegadas a soltarem o pó do chão de uma terra solta em caminho mal-ajeitado. Tapo-me como uma mulher Berbere; lenços enormes enrolados na cabeça e no pescoço. Castanhos, verdes mesclados, ou chapéus que dificultam a visão periférica. Fui na ânsia de fotografar, e valeu todo o caminho percorrido. Nas margens verdes do carreiro, voavam por lá, poisando bem distintos, os coloridos Cartaxos machos. Uns, são o espelho dos outros. Perfeitos.



Cartaxo-comum (Saxicola rubicola)
Em observação de aves, com a credibilidade do Portal das Aves de Portugal


quinta-feira, 6 de junho de 2019

Receita aviada e o regresso aqui.



Deixei a minha casa sol. Guardei as cadeiras de fora, as mantas de xadrez, e o espanta-espíritos foi para a gaveta silenciar os sons do vento. Tranquei portas e janelas, e as chaves foram entregues até que regresse com nova receita nas mãos e a direção do sítio onde se aviam remédios que serenam inquietudes.